segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Obras públicas apresentam irregularidades em Analândia-SP

Placa que indica o inicio das obras, colocada  no ano passado, obra iniciou mas esta paralizada.
Pessoas trabalham com aparelhos tirando medidas que servirá para execução do projeto da obra.
Dois funcionários da empresa que estavam realizando os trabalhos.
Todos sabemos que para uma obra ter qualidade e segurança precisa de um bom projeto, mas aqui em Analândia esta lei parece ter sido esquecida, pois tudo esta errado e obras estão sendo realizadas em total desacordo com a legislação.
O fato maior é que dinheiro público esta sendo gasto de forma ilegal.

Árvores de meio século são arrancadas em Analândia- SP


Na semana que passou muitos cidadãos que passavam em frente a escola Zezé Salles e José Benedito Sodelli presenciaram funcionários da prefeitura de Analândia cortando algumas árvores com mais de 50 anos, árvores com valor inestimável, que trazem conforto e beleza a cidade.
Se as arvores estavam atrapalhando porque não realizaram apenas um poda?
Se plantarmos hoje uma muda desta árvore, vai demorar 50 anos para ve-la como à vemos hoje, coisa impossível à muitos de nós.
Que contradição existe em nossa cidade, árvores são derrubadas bem em frente a escola e crianças plantam árvores na cidade, que ironia uma cena como esta, isso somente reforça a incapacidade da administração pública em lidar com esta questão, aliás quesito ambiental não é o forte de Analândia, visto que somos a pior cidade do Ranking Ambiental da região, somos uma das piores do Estado de São Paulo neste assunto ambiental.
Dois funcionários da prefeitura iniciando a derrubada, árvore frondosa, a sombra da copa fornecia conforto as crianças e seus pais ao chegarem a escola, sombra refrescante.
Veja foto do corte feito pela serra no tronco da árvore.
Foto de corte transversal do tronco
Árvore destruida, veja a moto serra ao lado na calçada.

Cena triste, fato que desestimula e causa indignação a muitos que sabem o real valor de uma árvore.



.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Licitação que compraria material escolar é adiada por falta de concorrentes em Analândia -SP


ANALÂNDIA
PREFEITURA MUNICIPAL DE ANALÂNDIA
Edital de Aviso de Reabertura de Prazo para entrega de
Habilitação e Propostas
A comissão de licitação da Prefeitura Municipal da Estância
Climática de Analândia, através de seu Presidente torna publico
que foi reaberto o prazo para entrega dos envelopes de habilitação
e proposta da Tomada de Preço 01/2011, Edital 01, de 07de
janeiro de 2011, cujo objeto é aquisição de material de papelaria
e escritório para os setores de Educação Infantil, Ciclo I, Ciclo II,
Gabinete e Unidade Básica de Saúde Municipal. Para o dia 14
de fevereiro de 2011, às 14:00 horas, sendo que os envelopes
deverão ser protocolizados até as 13:30 horas do mesmo dia.
Maiores informações junto à sede na Prefeitura Municipal, sito à
Avenida 4, 381, Centro/fone (19) 3566-1220, e-mail: licitações@
analandia.sp.gov.br, das 13:00 às 17:00 horas. Analândia, 07 de
janeiro de 2011.
Daniel Carlos Figueiredo
Presidente da Comissão.
Diário Oficial

TJSP mantém condenação de ex-prefeito de Ribeirão Bonito por desvio de verbas

A 3ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve, nesta terça-feira (11), sentença que condenou Antonio Sérgio Mello Buzzá, ex-prefeito de Ribeirão Bonito, interior do Estado, por desviar verbas do município.

Antonio Buzzá e mais quatro funcionários da prefeitura foram acusados de montar um esquema de corrupção que envolvia fraudes em licitações e recebimento de notas fiscais fictícias.

Em uma dessas negociações, a empresa Turbo Art Cimento emitiu uma nota fiscal no valor de R$ 42 mil referente à venda de 670 tubos de concreto para a prefeitura. O material não foi entregue. A municipalidade, no entanto, atestou o recebimento dos tubos e fez o pagamento em três cheques, que somaram R$ 41 mil. Por esse motivo, o ex-prefeito foi condenado a ressarcir aos cofres públicos os R$ 41 mil desviados, divididos entre os cinco acusados, além de ter os seus direitos políticos suspensos por oito anos. Ivan Ciarlo, ex-funcionário, teve a mesma condenação.

Jair Bordinhon, José Eduardo Ziago e José Luiz Piccolo, também envolvidos no esquema, terão que restituir a prefeitura. Seus direitos políticos foram suspensos por cinco anos. José Ziago e José Luiz Piccolo foram, ainda, exonerados.

Visando a reforma da decisão, eles apelaram.

O relator da apelação, desembargador Magalhães Coelho, negou o pedido dos acusados, mantendo a sentença.

Acompanharam o voto do relator os desembargadores Leonel Costa e Antonio Carlos Malheiros.



Apelação nº 0001691-74.2004.8.26.0498

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Justiça condena ex-prefeitos a devolver cerca de R$ 2 milhões

Entre as acusações estão desvio e uso irregular de dinheiro público

26/01/2011 - 19:04

Três ex-prefeitos de Nova Europa, na região Central do Estado de São Paulo, e outros quatro ex-funcionários da prefeitura foram condenados pela Justiça a devolver cerca de R$ 2 milhões aos cofres públicos, devido acusações de improbidade administrativa.
As condenações aconteceram no início deste mês em duas ações do Ministério Público de Araraquara e ainda cabem recurso no Tribunal de Justiça de São Paulo.
Entenda os casos
Sebastião Santo Cacheta, que administrou a cidade de 2004 e 2008, foi condenado por distribuir ilegalmente mochilas escolares em ano eleitoral.
Orlando Valdiviesso, que administrou a cidade de 1997 a 1999, foi condenado por participar de um esquema de desvio de dinheiro público e compras sem licitação.
Já Osvaldo Rodrigues, o Mosquito, que administrou a cidade de 1999 a 2003, foi condenado por desvio e uso irregular de dinheiro público.
Todos os acusados ainda tiveram os direitos políticos suspensos por 10 anos.
Outro lado
Por telefone, Sebastião Cacheta disse que não cometeu crime eleitoral e, por isso, vai recorrer da decisão.
A família de Orlando Valdiviesso disse que só falaria através do advogado, que não foi localizado.
Osvaldo Rodrigues negou qualquer irregularidade e disse que houve um mal entendido porque a maioria das acusações são contra Orlando Valdiviesso, de quem ele era vice.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

ADMINISTRAÇÃO EFICIENTE ?

                                                             A administração pública deveria ser uma reta
               
No momento não me atrevo a descrever sobre os princípios da administração publica, mas certamente utilizando-se dos princípios da administração geral, baseando-se no principio do dever da eficiência que deve ter o poder publico, no senso comum, munido do poder de cidadão, sou mais que apto para discorrer sobre certos crimes que são cometidos dentro de nossas prefeituras.

“O princípio da eficiência na administração pública e o cidadão”, atribui os seguintes fatores para que não tenhamos uma administração pública reta com a seguinte máxima: “A desprofissionalização do pessoal, a desorganização e a má distribuição interna, são os fatores impeditivos da qualidade e produtividade do serviço público.” E ainda diz mais: “Metade do funcionalismo está concentrada nas atividades-meio e existem  muitos cargos públicos com denominações imprecisas, remunerações díspares e atribuições mal definidas.”. Essa é uma das raízes do problema, se pudéssemos analisar de perto as prefeituras tal realidade será fortemente vista, e vamos mais a fundo; na verdade isso é conseqüência da forma como são escolhidos muitos funcionários, de qual objetivo e finalidade com que esta se contratando um funcionário. Está se contratando para cumprir compromissos eleitoreiros ou baseado na carência de profissional para atuar na área pretendida?
Na tentativa de cumprir, digo pagar, os votos que foram conseguidos sob promessas de emprego na prefeitura, que dependendo de que seja o salário é algo a ser negociado, coloca-se no quadro de funcionários públicos verdadeiros “doidivanas” com o interesse apenas de extorquir a máquina pública. Sabemos que na administração  não bastará apenas atuar dentro da legalidade, mas ter-se-á, ainda, necessariamente, que visar-se resultados positivos para o Serviço Público e o atendimento satisfatório, tempestivo e eficaz das necessidades coletivas.” Ponha as mãos na cabeça , pois aqui é tudo ao contrário. Fazer o bem sem olhar a quem, não é um ditado popular muito praticado neste município.

Estamos recebendo muitas críticas, desde já agradeçemos a todos e pedimos que a cada dia critiquem mais e elogiem menos, pois as críticas nos fazem pensar, enquanto elogios às vezes nos anestesiam e nos deixam bobos. Aos que almejavam saber como administrar, o caminho é o unico Honestidade e respeito a todos.

Queremos uma cidade em que os cidadãos não precisem usar o “tapa boca” diante dos governantes?
 Rompam o cordão umbilical da prefeitura e construam uma cidade melhor. Que sonhamos, respeitada e dita correta em todo lugar.
Este é nosso sonho !!!

Olha o que a corrupção faz com sua cidade e com seu Dinheiro

Corrupção é a praga que mais mata, o corrupto é irresponsável pois não respeita ninguém, criança e nem idoso para alcançar seu objetivo, ação devastadora e que atrasa o municipio.
A corrupção mata quando nega bom atendimento nos Hospitais,  quando faltam médicos competentes, enfermeiros e em alguns até alimentação ao doente.
O Corrupto é irresponsável, pois tira futuro de crianças, quando nega escola de qualidade a nossos filhos.
Em muitos municipios os dirigentes de escolas e politicos colocam seus filhos para estudar em escolas particulares ,  também contratam planos de saúde,  direito este que é negado ao mais necessitado .
A corrupção acontece onde menos se espera, ocorre na licitação dirigida que deixa de contratar a empresa mais eficiente e vantajosa ao municipio  para contratar parentes, amigos e aliados políticos. O resultado de licitações fraudadas é obra superfaturada e mau feita, dinheiro público tirado do suor do povo e que desviado em muitas das vezes ainda se presta à oprimir o mais necessitado.
Corrupção é sinonimo de ineficiência, pobreza e atraso.

Obras sem projetos executivos serão suspensas, diz TCE


"O projeto executivo é um pré-requisito elementar em obras públicas"

 Em meio à repercussão na mídia local e até nacional sobre a suspensão pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) de alguns contratos firmados pela Agência Estadual de Execução dos Projetos da Copa do Mundo do Pantanal (Agecopa) por irregularidades em licitações e falhas em projetos, o residente do TCE, conselheiro Valter Albano, disse que as obras que não possuem projetos executivos terão suas licitações suspensas.

O comunicado foi feito na sessão plenária desta terça-feira (23) durante análise e homologação de medidas cautelares do relator permanente das contas anuais da Agência Estadual de Execução dos Projetos da Copa do Mundo do Pantanal (Agecopa), conselheiro Antonio Joaquim, que suspendeu contratos firmados pela agência por irregularidades em licitações e falhas em projetos.

O Projeto Executivo, conforme a Lei nº 8.666/93, é o conjunto dos elementos necessários e suficientes à execução completa da obra, de acordo com as normas pertinentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT.

Porém, segundo o presidente, esse alerta vale para todos os órgãos públicos e não é dirigido apenas para a Agecopa, uma vez que projeto é requisito básico para qualquer licitação de obra no âmbito do poder público. Antonio Joaquim informou que o grande problema na Agecopa está no fato de que muitas obras foram licitadas e algumas começaram sem os respectivos projetos ou com projetos mal elaborados ou incompletos.

Disse também que a própria agência já se antecipou e cancelou várias licitações feitas no mês de abril do ano passado, evitando uma medida drástica do TCE, exatamente por falhas em projetos. Tratam-se principalmente de obras de desvio e atalhos no trânsito de Cuiabá.

O relator ponderou que o Tribunal tem agido com cautela para evitar a suspensão de obras relacionadas com a Agecopa. Entretanto, assinalou o conselheiro, a diretoria da Agecopa precisa entender que tem o dever de fazer bem feito a sua tarefa. "Já tivemos uma reunião com o ex-governador Blairo Maggi e várias com a diretoria da agência alertando para os problemas encontrados pela auditoria. Mas não vamos aceitar a alegação de que a fiscalização prejudicará a Copa do Mundo em Mato Grosso", assinalou.

O conselheiro José Carlos Novelli também acrescentou preocupação com a deficiência em projetos executivos nas licitações da Agecopa. "O projeto executivo é um pré-requisito elementar em obras públicas", ponderou.


 

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

“A Corrupção é o problema mais grave do Brasil” por Luiz Otávio Borges



Para associado do PNBE, a corrupção causa transtornos sociais e econômicos


Luiz Otávio Borges 

Sempre no intuito de estimular as pessoas a entrar na luta contra a corrupção, Luiz Otávio Borges, ex-auditor da Receita Federal, associado do PNBE (Pensamento Nacional das Bases Empresariais) e conselheiro da ONG Transparência Brasil, ministrou, a palestra “Brasil sem corrupção, um objetivo possivel”. O evento ocorreu na FEA – USP e teve como público alvo estudantes de economia da Universidade de São Paulo. Luiz Otávio abraçou a causa anticorrupção por convicção pessoal. Foi nos idos dos anos de 1994/95 que ele percebeu que a interação ineficaz entre o Estado e a Sociedade Civil é o principal causador do subdesenvolvimento econômico e social do País.

Tal ineficácia, por sua vez, tem sua origem na contaminação, pela corrupção, das interfaces de relacionamento entre a sociedade e os órgãos oficiais. Segundo Luiz Otávio, a corrupção é o problema mais grave do Brasil porque desvia, para interesses particulares, uma soma imensa de energias e recursos - humanos e financeiros - que poderiam ser utilizados no tratamento dos outros grandes problemas da nação. Além disso, impede que o alto potencial do Brasil e dos brasileiros seja direcionado ao desenvolvimento nacional. “Os problemas na educação, saúde, segurança pública, seguridade, habitação, economia, entre outros, em grande parte são motivados pela corrupção. Se a verba sai do país ilegalmente, com certeza fará falta em algum outro setor. Se as pessoas compram produtos “piratas” podem ter certeza de que estão roubando divisas do País. O empresário que sonega imposto ou abre uma conta num paraíso fiscal age da mesma forma em prejuízo do Brasil. Além das vantagens pessoais para os que cometem atos de corrupção, as facilidades disponíveis a quem quer participar de esquemas ilegais, somadas ao baixo risco de punição, também servem como mola propulsora.

Chegamos ao ponto de, em seis anos, 150 bilhões de dólares terem saído ilegalmente do Brasil”, diz. O objetivo de Luiz Otávio é sensibilizar a sociedade civil sobre a magnitude desse problema. É essencial que o aprimoramento da cidadania atinja todos os setores da sociedade, inclusive a classe política. “Percebo que existe na sociedade uma grande quantidade de pessoas inconformadas, dispostas a engajar-se no combate à corrupção e na defesa da cidadania. Esses fatores estão diretamente ligados à recuperação do desenvolvimento econômico e social do País”.

Contato:
(11) 5524-4210
email: loborges@terra.com.br

Depois da Corrupção o maior problema é a Omissão.

AUDIÊNCIA PÚBLICA - 25-01

HOJE TEM AUDIÊNCIA PÚBLICA 


Financiamento das Ações e Serviços da Saúde - Prestação de Contas : 9:00 H  e  10:00H

Cumprimento de metas: 10:00 H

LOCAL: CÂMARA MUNICIPAL


domingo, 23 de janeiro de 2011

Licitação no Brasil

Esta é uma piada, onde três empresários participam de uma licitação, um Alemão um Japonês e um Brasileiro, chegou o dia da licitação :

O  Japonês deu seu preço: "Eu faço por 3 milhões esta obra, 1 milhão de mão de obra, 1 milhão de material e 1 milhão é meu lucro".



O Alemão cobra 6 milhões, esclarece que sua técnologia é muito superior e que vai durar muito mais tempo, 2 milhões de mão de obra, 2 milhões de matérial e 2 milhões de lucro.



Já o Brasileiro deu o preço ao licitante, de 9 milhões: "Olha nós pagaremos 3 milhões para o Japonês fazer a obra, 3 milhões é meu e três milhões é seu Sr. licitante".



Adivinha quem ganhou a licitação ?

Qualquer semelhança com Analândia é mera coincidência...

Crise Ambiental em Analândia-SP, Perdemos mais 11 pontos no Ranking Ambiental!!!

O problema ambiental em Analândia parece não ter fim, a cada ano cai mais um pouco. Este ano ficou novamente na lanterna, ano passado estavamos na colocação 551º do Ranking este ano caimos mais, estamos na colocação 562º do Ranking Ambiental, perdemos 11 pontos.
A cidade de Santa Rosa do Viterbo foi a 1ª colocada do Ranking do Estado com 94,31 pontos, e Descalvado subiu 46 posições da colocação 262 º foi para a colocação 216º.
As dez diretivas são: Esgoto Tratado, Lixo Mínimo, Recuperação da Mata Ciliar, Arborização Urbana, Educação Ambiental, Habitação Sustentável, Uso da Água, Poluição do Ar, Estrutura Ambiental e Conselho de Meio Ambiente, onde os municípios concentram os seus esforços na construção de uma agenda ambiental efetiva.
De acordo com a classificação divulgada pela Secretaria: Ibaté (398º lugar; com 46,21 pontos), Leme (514º; 30,21), São Carlos (243º; 66,40), Santa Cruz das Palmeiras (237º; 67,09), Santa Rita do Passa Quatro (306º; 59,24), Porto Ferreira (589º; 17,77); Pirassununga (561º; 22,22) e Analândia (562º; 21,83).



Quando será que a questão ambiental será levada a sério em Analândia ?

 

sábado, 22 de janeiro de 2011

Mineradora é interditada após rompimento de represa em SP

MARIANA DESIDÉRIO
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA


A CRS Mineração Indústria e Comércio Ltda, responsável pela represa que se rompeu em Analândia (214 km de São Paulo) na terça-feira (18), foi interditada pelo DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral).
Represa de mineradora se rompe e abre cratera em SP, rompimento de represa em Analândia prejudica abastecimento em Piracicaba.
De acordo com o órgão, além do acidente, outros cinco motivos levaram ao fechamento. A mineradora não tem registro no Crea (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) e realizava mineração em desacordo com o plano de lavra. Isso significa que a empresa colocava interesses econômicos acima das normas técnicas corretas para a atividade, afirma o geólogo e superintendente do DNPM em São Paulo, Enzo Luis Nico Júnior.
O plano de lavra existente também estava desatualizado e não havia sinalização obrigatória na mina, segundo o DNPM.
Após o acidente, a mineradora deveria, por lei, ter contatado o departamento imediatamente, o que não foi feito, de acordo com o DNPM. "Eles não avisaram. Eu fiquei sabendo pela televisão", diz Nico Junior.
A CRS foi procurada pela reportagem por telefone, mas foi informada que, no horário, não havia responsáveis na empresa para falar sobre o caso. Assim que houver uma resposta, será incluído neste texto.

ESTRAGOS

O rompimento da represa abriu uma cratera na estrada que liga Analândia à cidade vizinha Corumbataí e provocou a queda de uma ponte. Ninguém ficou ferido, mas animais de um sítio próximo foram arrastados pela água.
O acidente causou ainda vazamento de um grande volume de lama para o córrego do Veado atingindo o rio Corumbataí, de acordo com a Cetesb (Companhia Ambietal do Estado de São Paulo).
O material não contém substâncias tóxicas, mas o impacto ambiental do vazamento foi grande, afirma a Cetesb - afetou a mata ciliar no córrego deixou a água mais turva.
Isso prejudicou o abastecimento de Piracicaba (160 km de São Paulo), pois a água que seria captada na estação de tratamento Capim Fino foi considerada imprópria.

MULTA

O DNPM já afirma que vai multar a mineradora por conta das irregularidades. Já a Cetesb diz que ainda avalia se haverá multa ou não.

Cuidado na SP 225 de Analândia a Aguaí só tem Buraco !!!

Quem transita pela SP 225 está enfrentando sérios riscos e tendo prejuízos. A toda hora vemos carros no acostamento com pneus estourados. Seria bom cuidar deste problema a tempo ou teremos acidentes graves, pois na tentativa de escapar dos buracos muitos motoristas se ariscam na pista contrária e podem colidir com outros carros.


Pneu estourado após forte impacto contra um buraco na SP 225, prejuízo ao motorista que por pouco não capotou o carro e causou grave acidente.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Prefeitura de Analândia - SP faz obras sem projetos !!!

As obras da reestruturação das praças centrais e da avenida de acesso Antonio Vivaldini já iniciaram ano passado, mas não tem ao menos o projeto executivo.
O que está acontecendo com a administração municipal de Analândia? Projeto executivo é indispensável a qualquer obra,  é indispensável a qualquer ação que temos, mas em Analândia o projeto é deixado de lado, como se não tivesse a menor importância. Muitos paises desenvolvidos tem suas ações de hoje, projetadas há muitos anos, até mesmo há décadas, ou seja , as obras que realizam hoje foi planejada com um bom tempo de antecedência.


Obras de reestruturação das praças centrais, esta obra já em andamento e não tem o projeto executivo.


Diário Oficial
PREFEITURA MUNICIPAL DE ANALÂNDIA EDITAL 31 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2010 TOMADA DE PREÇO 12/2010 HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO Examinando o processo de Licitação do Tomada de Preço 12/2010, aberta através de Edital 31 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2010, cujo objeto é a cotação de preços Contratação de empresa para fazer Projeto Executivo das obras referente à REMODELAÇÃO DA VIA DE ACESSO ANTONIO VIVALDINI, COM IMPLANTAÇÃO DE ROTATÓRIA E MIRANTE e REMODELAÇÃO DAS PRAÇAS E JARDINS DO CENTRO DA CIDADE, LOCALIZADAS ENTRE AS RUAS 04, 03, 02 E AVENIDAS 01, E 02, com data de abertura em 09 de dezembro de 2010 e encerramento em 06 de janeiro de 2011 e, não havendo recurso por parte dos participantes do certame impetrado no prazo legal, HOMOLOGO a presente licitação para que produza os efeitos legais, ADJUDICANDO o direito de contratar com a Administração Pública Municipal à empresa PERILI ENGENHEIROS ASSOCIADOS LTDA, inscrita no CNPJ sob numero 09.477.765/0001-91, estabelecida na Rua São João, 1.276, Centro, Piracicaba/SP, CEP: 13.416-585, por ter apresentado o melhor preço e que melhor atende as às necessidades do Município. O empenho de gastos na rubrica que suportará a presente despesa, não poderá ser superior R$: 117.000,00 (cento e dezessete mil reais). 
Classificação orçamentária:15.452.9006.2006 Manutenção dos Serviços de Utilidade Publica15.451.9024.2024 Manutenção dos Serviços de Planejamento e Execução de Obras3.3.90.39.99 Outros Serviços de Terceiros – Pessoa Jurídica

Prefeitura Municipal da Estância Climática de Analândia em
14 de janeiro de 2011.
Luiz Antonio Aparecido Garbuio
Prefeito Municipal
(A debitar) (18)

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Mais uma vez as estradas rurais de Analândia-SP estão intransitávéis


Este trecho da estrada Analândia / Descalvado é problema a décadas, e até agora nada de solução

Veiculo sendo rebocado por trator da Fazenda Santa Adele, custo ao fazendeiro e ao proprietário do veiculo que ficou  com seu veiculo danificado. Estrada ruim custo alto para todos.

Mais um ano e as as estradas rurais de Analândia ficam intransitáveis, ficando o poder executivo mais uma vez faltoso com sua obrigação de conservação das estradas rurais.
A prefeitura deveria ter um projeto executivo de reforma e conservação das estradas rurais, mas o que vemos até agora é somente amadorismo e incompetência,  este problema se bem administrado será resolvido em pouco tempo. 
A falta de manutenção adequada e em tempo hábil  dificulta a passagem e torna as estradas rurais um transtorno para todos, principalmente para o setor produtivo que gera receita e empregos ao município, caminhões que escoam a safra são danificados e o custo produtivo aumenta .
O setor turístico também é afetado e tudo se torna mais dificil em Analândia, visto que o setor público que deveria cuidar das estradas,  não se preocupa com o fato, pois gasta mais tempo e recursos em assuntos que não lhe compete.
A falta de competência do executivo de Analândia se reflete em outras áreas, tais como a construção civil, onde obras  já começaram e nem ao menos existe o projeto executivo, fato que joga por terra todos os quesitos básicos da boa administração pública.
No inicio de 2010 a Ong Amasa pediu solução do transtorno que é a falta de manutenção destas estradas,  mais de 12 meses o que vemos ?  Carros sendo rebocados, danificados, o setor turistico perdendo campo para outras cidades .

Mineradora CRS trabalha a todo vapor na reconstrução de estrada em Analândia -SP

A mineradora CRS não está poupando esforços para  reconstruir a estrada danificada após o rompimento de uma  represa. Devido as fortes chuvas a barragem não suportou a grande quantidade de água e  rompeu ocasionando a destruição de um trecho da estrada que dá acesso a uma granja.
Quem utiliza a estrada que leva a Aviagem empresa avicola, já pode transitar normalmente, contudo as máquinas ainda trabalham no local, a Prefeitura Municipal está colaborando, mandou pessoal e máquinas para ajudar nos serviços. 
 A empresa CRS Mineradora está a mais de dez anos em funcionamento, gerando dezenas de empregos diretos e indiretos para o município de Analândia, e não havia registrado nenhum acidente como este.
A areia produzida abastece a construção civil de toda região, é uma matéria prima fundamental e indispensável ao desenvolvimento urbano.

Nota da:  CRS Industria e Comercio disse...
Gostaríamos de agradecer a todos pelos força e solidariedade.Com a Graça de Deus contamos com uma equipe que está 100% comprometida em sanar o mais rapidamente os problemas decorentes do acidente.Em breve tudo estara resolvido e voltaremos as atividades normais com toda a garra e comprometimento que permeia a filosofia da CRS.Obrigado a todos pelos inumeros telefonemas de solidariedade e principalmente de voluntários dispostos a ajudar.
Equipe CRS Mineração








quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Caso do vereador Nalin


http://noticentro.com.br/index.php?sec=noticias&funcao=vernoticia&id=6333&pag=3
18/01/2011 | 15:33:43

Por Redação - São Carlos


Marginal que estaria envolvido na execução de vereador de Analândia morre no HC




No final da noite de segunda-feira (17), o 14º Distrito Policial da capital instalado em Pinheiros, confirmou a morte do marginal
André Picanto, 24, que residia na cidade de Rio Claro e estava com mandado de prisão preventiva decretada, por ter participado da execução do escrivão de Polícia Civil e vereador de Analândia Evaldo José Nalim, 49, que foi emboscado dentro de sua própria residência, na noite do dia 9 de outubro de 2010, na cidade de Analândia.

MORTE 

Segundo policiais da 14ª Delegacia de Polícia Civil da Capital, no início da noite de segunda-feira, por volta das 18h45, funcionários do Hospital das Clínicas (HC) localizado no bairro de Pinheiros, comunicaram que o paciente André Picanto, 24, que teria sido socorrido na tarde de domingo (16), por um helicóptero Águia da Polícia Militar após um acidente na região do Rodoanel, em Carapicuíba, teria entrado em óbito na Unidade de Terapia Intensiva (UTI-HC).
O caso foi registrado em Registro Diário de Ocorrências (RDO) como comunicação de óbito, porém a Polícia Civil fez constar que André seria um dos principais suspeitos na execução sumária do policial civil Evaldo José Nalim, 49, que também seria parlamentar da cidade de Analândia.

ACIDENTE 

Ainda segundo o RDO, André que estaria com documentos falsos, transitava pela tarde de domingo, pela região de Carapicuíba, com destino ao litoral paulista, quando um pneu da Parati com placas de Rio Claro estourou e obrigou o mesmo a ir para o acostamento para troca. Ainda no Rodoanel, na altura do quilômetro 18 +100 metros, um Celta por coincidência com placas de Rio Claro, que seguia no mesmo sentido, também teve o pneu dianteiro estourado e o motorista não conseguindo controlar a direção, acabou saindo para o acostamento e atropelando André que estaria abaixado trocando o pneu traseiro de sua Parati, que também foi atingida. 
O motorista do Celta nada sofreu. Já André, em estado desesperador recebeu os primeiros atendimentos de uma ambulância de uma concessionária que administra a rodovia, e com o auxílio do helicóptero Águia 14, o marginal que estava com mandado de prisão decretado pela Justiça Criminal de Rio Claro, foi encaminhado ao HC, onde estava internado, vindo a falecer no final da tarde de segunda-feira.
O corpo de André foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) central da capital, também na região de Pinheiros, onde passou por necropsia e no início da madrugada deste terça-feira (18), o mesmo foi colocado a disposição da família que realizará no final da tarde seu funeral, ainda não divulgado.

ACUSAÇÃO 

O marginal André Picanto, 24, era acusado de ser um dos principais assassinos do escrivão de Polícia Civil e vereador de Analândia Evaldo José Nalim, 49, que foi emboscado e executado com sete tiros na noite do dia 9 de outubro do ano passado. O político vinha recebendo ameaças. Em um discurso gravado durante uma sessão da Câmara de Vereadores, Nalin diz que uma das ameaças foi feita pelo ex-prefeito da cidade e atual chefe de gabinete, José Roberto Perin.
Na gravação, o vereador Evaldo Nalim acusa o ex-prefeito de persegui-lo. "Está me ameaçando. Tendo em vista as perseguições que ele está fazendo com relação a minha pessoa, tentando me transferir de Analândia", dizia um trecho. Perin negou todas as acusações.

Represa rompe e destrói estradas em Analândia-SP

19/01/2011 17h28 - Atualizado em 19/01/2011 17h28
Agência Estado

Uma represa da empresa Mineração CRS em Analândia (SP) se rompeu na tarde de ontem em consequência do acúmulo da água das chuvas. A força da água que jorrou com a queda da barragem destruiu um trecho de 20 metros da rodovia que liga a cidade a Corumbataí. A correnteza arrastou uma tubulação que havia no local a quatro quilômetros de Analândia, levando parte do aterro de 10 metros de altura. No trecho, a rodovia é asfaltada e recebe tráfego intenso de caminhões carregados de areia.
As águas destruíram também uma ponte na estrada de acesso à empresa Aviagem Avicultura, que é de terra. De acordo com a Defesa Civil de Analândia, ninguém ficou ferido. Toda a água da represa e um grande volume de terra foram carreados para o rio Corumbataí, que abastece cidades da região. Técnicos da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) coletaram amostras para análise. Pelo menos um cavalo e outros animais menores morreram afogados e foram arrastados para o leito do rio.
Hoje, homens e máquinas trabalhavam na construção de uma ponte improvisada para restabelecer o tráfego, que estava sendo desviado para a rodovia Washington Luís, por Corumbataí. O diretor da mineradora, Alessandro Debechi, informou que a empresa trabalha com cavas de areia e possui três represas.
A barragem que estourou continha apenas água da chuva. Quando o acidente aconteceu, os funcionários ainda não tinham retornado do almoço, o que evitou que houvesse vítimas. A empresa iniciou a reconstrução da barragem e, segundo ele, colaboraria para refazer os outros estragos.

Represa rompe e destrói estradas em Analândia-SP

19 de janeiro de 2011 | 17h 28


JOSÉ MARIA TOMAZELA - Agência Estado

Uma represa da empresa Mineração CRS em Analândia (SP) se rompeu na tarde de ontem em consequência do acúmulo da água das chuvas. A força da água que jorrou com a queda da barragem destruiu um trecho de 20 metros da rodovia que liga a cidade a Corumbataí. A correnteza arrastou uma tubulação que havia no local a quatro quilômetros de Analândia, levando parte do aterro de 10 metros de altura. No trecho, a rodovia é asfaltada e recebe tráfego intenso de caminhões carregados de areia.
As águas destruíram também uma ponte na estrada de acesso à empresa Aviagem Avicultura, que é de terra. De acordo com a Defesa Civil de Analândia, ninguém ficou ferido. Toda a água da represa e um grande volume de terra foram carreados para o rio Corumbataí, que abastece cidades da região. Técnicos da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) coletaram amostras para análise. Pelo menos um cavalo e outros animais menores morreram afogados e foram arrastados para o leito do rio.
Hoje, homens e máquinas trabalhavam na construção de uma ponte improvisada para restabelecer o tráfego, que estava sendo desviado para a rodovia Washington Luís, por Corumbataí. O diretor da mineradora, Alessandro Debechi, informou que a empresa trabalha com cavas de areia e possui três represas.
A barragem que estourou continha apenas água da chuva. Quando o acidente aconteceu, os funcionários ainda não tinham retornado do almoço, o que evitou que houvesse vítimas. A empresa iniciou a reconstrução da barragem e, segundo ele, colaboraria para refazer os outros estragos.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

ACUSADO DE MATAR VEREADOR MORRE ATROPELADO EM SP


18 de janeiro de 2011 | 18h 04
JOSÉ MARIA TOMAZELA - Agência Estado

Um dos homens acusados de executar com sete tiros, em outubro de 2010, o vereador Evaldo José Nalin (PSDB), de Analândia (SP), morreu ontem após ser atropelado por um carro, em Carapicuíba, na Grande São Paulo. O suspeito, André Picanto, estava com a prisão preventiva decretada e era considerado foragido.
Segundo informações da Polícia Militar (PM), ele seguia para a capital no domingo e teve de parar o carro na margem de uma rodovia para trocar um pneu furado, quando foi atingido por um carro desgovernado. Levado ao Hospital das Clínicas, em São Paulo, acabou morrendo em consequência dos ferimentos. Picanto usava documentos falsos, mas foi reconhecido e seria preso se sobrevivesse.
A morte do vereador é investigada como crime político. Picanto e outro homem ainda não identificado teriam sido contratados para matar Nalin. Ele havia denunciado irregularidades na prefeitura da cidade, administrada há 20 anos por membros da família Perin, e recebeu ameaças. Em novembro, a Justiça decretou a prisão preventiva de Luiz Carlos Perin, o Chiba, acusado de ser o mandante do crime. Chiba é irmão do ex-prefeito e atual chefe de gabinete José Roberto Perin e primo do prefeito Luiz Garbuio (DEM) - ambos negam envolvimento no caso.
A ONG Amigos Associados de Analândia (Amasa) vai pedir que as circunstâncias da morte de Picanto sejam investigadas. "É muita coincidência ele ter sido atropelado por um carro de Rio Claro, a cidade onde morava", disse Vanderlei Vivaldini Júnior, dirigente da Amasa. Segundo ele, o acusado poderia se transformar em testemunha-chave, incriminando outras pessoas, quando se apresentasse à polícia. "Soubemos que ele pretendia se entregar, mas temia ser morto na prisão, pois sua morte interessava a outras pessoas." Vivaldini Júnior acredita que a polícia irá se empenhar na identificação e prisão do segundo atirador. "Esclarecer totalmente esse crime tornou-se questão de Justiça", acrescentou.

CRIME: acusado de matar vereador em Analândia sofre acidente e é preso pela polícia

18/01/2011

APÓS ENVOLVER-SE EM ACIDENTE DE TRÂNSITO, A.P., 24 ANOS, FOI PRESO PELA POLÍCIA ACUSADO DO HOMICÍDIO QUE VITIMOU EVALDO NALIN, EM ANALÂNDIA

Da Redação

O acusado de ser um dos autores do homicídio que vitimou o então vereador em Analândia, Evaldo José Nalin, no dia 9 de outubro do ano passado, foi preso na manhã de domingo.
O acusado, A.P, 24 anos, que estava com um mandado de prisão expedido pelo poder Judiciário de Itirapina, conduzia um veículo Parati, em direção ao litoral paulista pelo Rodoanel, quando na altura quilômetro 18, parou no acostamento para trocar o pneu, quando um veículo Celta, com placas de Rio Claro, que seguia no mesmo sentido, teve o pneu dianteiro furado e o motorista perdeu o controle do veículo e atingindo o veículo com o acusado.
A.P, ficou prensado entre os dois veículos e foi socorrido pelo helicóptero águia 14 da Polícia Militar até o hospital das Clínicas em São Paulo.
A.P, está em coma induzido e permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).


Na ocasião, o acusado estava com documentos falsos, mas foi identificado na unidade policial após pesquisas e o comparecimento de parentes que prestaram esclarecimentos. A Polícia Civil de Rio Claro está tomando as providências em relação ao caso.
Na época das investigações A.P. foi identificado fotograficamente e houve representação pela sua prisão, sendo expedido o mandado pelo Poder Judiciário.

Jornal Bom dia Brasil!

REPRESA DE MINERADORA ROMPE E DESTRÓI PONTE QUE LIGA ANALÂNDIA A CORUMBATAÍ

Ponte que liga granja à cidade também foi levada pelas águas

18/01/2011 - 19:12
EPTV



A represa de uma mineradora de Analândia, na região Central do Estado de São Paulo, rompeu na tarde desta terça-feira (18) por causa da chuva. O grande acúmulo de água destruiu uma ponte que liga a cidade a Corumbataí pela estrada de terra.
O diretor da mineradora CRS, Alessandro Debechi, disse que não houve feridos. Ele ainda afirmou que funcionários vão trabalhar a noite toda para o fechamento da barragem e ainda não sabe o valor dos prejuízos.


Uma outra ponte também foi destruída indo para uma granja mais afastada da cidade. As pessoas que passam pelo local precisarão ir até Corumbataí e pegar a Rodovia Washington Luís, o que leva cerca de uma hora a mais.
Segundo a prefeitura, na região vivem cerca de 50 pessoas.


Morre suspeito de assassinar vereador de Analândia - SP

André Picanto, um dos suspeitos de matar o vereador Evaldo Nalim de Analândia, morreu na noite de segunda-feira (17) no Hospital das Clínicas de São Paulo. Ele foi vítima de um atropelamento no domingo quando trocava um pneu em uma rodovia próxima a CarapIcuíba, na região metropolitana da capital paulista.
De acordo com a polícia, Picanto, que tinha prisão decretada, estava no acostamento trocando um pneu furado quando foi atingido por outro carro desgovernado. Ele chegou a ser socorrido em estado grave e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HC.
Segundo a funerária, o corpo deve chegar às 14h em Rio Claro e o enterro deve acontecer às 16h30 no Cemitério Municipal
Investigações
De acordo com o delegado seccional, Roberto Daher, a morte do suspeito não interfere na investigação, pois as provas e denúncias já faziam parte do processo que continua. Ele explicou que o processo foi montado sem qualquer depoimento do André Picanto e, por isso, o depoimento dele não modificaria o que já foi provado até agora.
Assassinato
O vereador Evaldo Nalim foi morto com sete tiros em sua casa por dois homens no dia 9 de outubro do ano passado. O político vinha recebendo ameaças. Em um discurso gravado durante uma sessão da Câmara de Vereadores, a vítima diz que uma das ameaças foi feita pelo ex-prefeito da cidade e atual chefe de gabinete, José Roberto Perin.
Na gravação, o vereador Evaldo Nalim acusa o ex-prefeito de perseguí-lo. “Está me ameaçando. Tendo em vista as perseguições que ele está fazendo com relação a minha pessoa, tentando me transferir de Analândia”, dizia um trecho. Perin negou todas as acusações.
Nalim questionou a prestação de contas da prefeitura, em 2008. Ele pedia à presidência da Câmara que as contas passassem por auditoria, além de investigar outros indícios de irregularidades.
O irmão de José Roberto Perin, Luiz Carlos Perin, o Chiba, já está preso desde novembro do ano passado por suspeita de ser o mandante do crime.


Fonte: EPTV